Marvell revela nova plataforma para leitores eletrônicos

terça-feira, 3 de novembro de 2009 13:38 BRST
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Marvell Technology ingressou no mercado de leitores eletrônicos, que vem crescendo rapidamente, com o anúncio de uma plataforma que permitirá uma nova geração de aparelhos mais velozes e de custo mais baixo, segundo a empresa.

A Marvell informou ter formado uma parceria com a E Ink, que desenvolve tecnologia para telas de "papel eletrônico", para criar um processador integrado para aplicativos. Os leitores eletrônicos criados com base nessa tecnologia devem chegar ao mercado no primeiro trimestre de 2010.

Os primeiros aparelhos incluem o já anunciado enTourage Edge, que combina funções de netbook e leitor eletrônico; o leitor Alex, da Spring Design; e um produto da Plastic Logic.

A plataforma da Marvell se baseia na nova família Armada de microprocessadores, anunciada no mês passado. A Marvell produz uma ampla gama de chips, entre os quais modelos usados em redes sem fio WiFi, e de curta distância Bluetooth e conectividade via celular.

A Marvell está trabalhando em parceria com a FirstPaper, que conta com o apoio da gigante da mídia Hearst Corp., para conteúdo e tecnologia gráfica.

Weili Dai, co-fundadora da Marvell e diretora geral da divisão de computadores pessoais e para empresas, estimou que o preço básico de um modelo de leitor eletrônico simples equipado com a plataforma de sua companhia ficará em cerca de 150 dólares, abaixo do valor dos modelos que estão hoje à venda, com preços a partir de 199 dólares.

"Sempre tivemos a noção de que livros eletrônicos seriam um segmento grande e importante do mercado", disse ela, com aplicações pessoais, empresariais, de educação e de saúde.

A empresa disse que sua tecnologia permitirá exibição mais rápida de páginas, em menos de um segundo.

O mercado de leitores eletrônicos explodiu este ano. Além do Kindle, produzido pela líder setorial Amazon.com, e do Reader, da Sony, a Barnes & Noble recentemente lançou o Nook.

A expectativa é de que 3 milhões de leitores eletrônicos sejam vendidos este ano nos Estados Unidos, de acordo com a Forrester Research, e as vendas devem dobrar em 2010.