Cisco e EMC formam parceria para computação em nuvem

terça-feira, 3 de novembro de 2009 14:55 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A Cisco Systems e a EMC estão formando uma ampla parceria para vender uma nova linha de equipamento para redes, computadores e dispositivos de armazenagem de dados, projetada para uso com a computação em nuvem.

A linha de produtos posiciona as duas empresas de maneira a concorrer melhor contra a IBM e a Hewlett-Packard, que vendem gama mais ampla de equipamentos para centrais de dados do que a Cisco ou a EMC podem oferecer sozinhas.

O termo computação em nuvem se aplica aos serviços de computação hospedados remotamente aos quais os consumidores têm acesso via Internet. Analistas preveem que, nos próximos anos, esses serviços crescerão muito mais rápido que o mercado de tecnologia, o qual vem demonstrando ritmo razoavelmente lento.

As empresas passaram três anos desenvolvendo tecnologia e ajustando os detalhes da ampla parceria que vai unir equipamentos de rede e servidores da Cisco com equipamentos de armazenagem de dados e tecnologia de virtualização da EMC.

Para a Cisco, a maior das fabricantes de equipamentos para redes, a parceria pode ajudar a acelerar a entrada da empresa no mercado de servidores. A empresa ingressou no segmento alguns meses atrás com sua primeira linha de máquinas.

A iniciativa pode ajudar a EMC a expandir sua presença na área de computação em nuvem, um dos focos do presidente-executivo, Joe Tucci.

As empresas negaram rumores do mercado de que ambas poderiam se fundir. Tucci afirmou que as especulação surgiram em meio às negociações detalhadas sobre a parceria. Já o presidente da Cisco, John Chambers, informou que "nossas tendências são de parceria. Creio que fazemos isso muito bem."