Yahoo se une à OneRiot para buscas em tempo real

quarta-feira, 4 de novembro de 2009 10:15 BRST
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Yahoo, em um esforço para acompanhar os rivais que oferecem resultados de busca atualizados na Internet, está conduzindo testes com diversos parceiros no ramo de buscas em tempo real, disseram fontes familiarizadas com o assunto na terça-feira.

Entre as empresas que estão fornecendo resultados em tempo real ao Yahoo, em base experimental, está a OneRiot, cujos dados estarão disponíveis inicialmente para cerca de 10 por cento dos usuários do Yahoo, disse uma pessoa familiarizada com o assunto, que não estava autorizada a falar sobre o acordo e pediu que seu nome não fosse mencionado.

Uma representante da OneRiot declarou que não comentaria o assunto.

Uma segunda fonte conhecedora da situação disse que o Yahoo estava conduzindo testes para buscas em tempo real também com outras empresas.

As buscas em tempo real estão se tornando uma forma popular de localizar informações na Internet, devido em larga medida à popularidade do serviço de microblogs Twitter, que permite aos usuários se comunicar por meio de mensagens de 140 caracteres.

Ao realizar buscas nas correntes de mensagens do Twitter, um internauta pode muitas vezes obter informações com mais rapidez do que por meio de uma página convencional da Web localizada por meio de buscas tradicionais.

No mês passado, Google e Microsoft anunciaram acordos paralelos para abrir a buscas as mensagens do Twitter.

O Yahoo anunciou em comunicado que estava testando um novo "atalho de busca" que incluiria resultados em tempo real, no topo das páginas de resultados de busca.

"O atalho só será usado em certas buscas, a serem determinadas pelo Yahoo. Trata-se de um teste concebido para descobrir se a oferta desse tipo de conteúdo é útil para as pessoas," afirmou a empresa.

Em julho, o Yahoo assinou um acordo de 10 anos com a Microsoft, que deve vigorar a partir do ano que vem. Nos termos do acordo, quaisquer dados a que o serviço de buscas da Microsoft tenha acesso seriam acessíveis também ao Yahoo, disse o vice-presidente de tecnologia deste último, Ari Balogh, no mês passado.

(Reportagem de Alexei Oreskovic)