Mensagens de texto revelam os sensíveis "metrotextuais"

quarta-feira, 4 de novembro de 2009 16:08 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Homens têm se tornado tão abertamente afetivos uns com os outros através das tecnologias móveis que hoje vêm terminando suas mensagens a amigos com um beijo (x), gerando uma nova geração conhecida como "metrotextuais".

Novos estudos da empresa de telefonia celular T-Mobile revelam que quase um quarto (22 por cento) de homens inclui regularmente um beijo em mensagens de texto para outros amigos homens, afirmou a T-Mobile em comunicado.

"A "metrotextualidade" é especialmente comum entre jovens de 18 a 24 anos, três quartos dos quais (75 por cento) frequentemente terminam seus SMS com um beijo e 48 por cento admitindo que a prática já se tornou comum entre seus amigos.

Quase um quarto de homens nesta faixa etária (23 por cento) até gosta de ver um "x" em mensagens de pessoas que não são tão próximas.

Mas não são apenas os mais jovens que se tornaram metrotextuais --um em cada dez homens com mais de 55 anos frequentemente termina seus SMS com um beijo, segundo a pesquisa.

O estudo também revelou que há certas regras de etiqueta para a metrotextualidade. Um "x" minúsculo é preferível entre a maioria dos entrevistados (52 por cento), ante os 17 por cento que preferem um "X" mais confiante, em caixa alta, e um em três homens mostrando ainda mais carinho com três beijinhos em letra minúscula (xxx).

O psicólogo Ron Bracey afirmou que homens são tradicionalmente relutantes em compartilhar seus sentimentos com amigos e tendem a ser fechados.

"No entanto, com o advento do celular e das mídias sociais, cada vez mais a comunicação é feita de forma não-verbal, e através disso os homens podem compartilhar seus sentimentos mais facilmente --especialmente com amigos homens", disse Bracey no comunicado.

Metrotextual assumido, Nick Kirkham, de 25 anos, e que trabalha com seguros, afirmou que ele e seus amigos enviam beijos uns para os outros há anos.

"Inclusive, meu chefe e meus clientes à parte, não há ninguém a quem não mandaria um beijo por SMS", disse.