Tribunal determina retirada de música dos Beatles de site

sexta-feira, 6 de novembro de 2009 16:19 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A gravadora londrina EMI venceu uma ação contra o site de músicas BlueBeat.com, que, segundo alegação da gravadora, estava vendendo músicas dos Beatles na Internet sem permissão.

Um tribunal federal de Los Angeles emitiu uma ordem preliminar contra o site após a EMI, gravadora da banda inglesa, ter movido uma ação contra o BlueBeat.com na terça-feira.

O site estava vendendo músicas dos Beatles por 0,25 dólar cada, cerca de um quarto do preço das mesmas no site iTunes, líder do mercado.

Antes do processo, o site disponibilizava uma grande lista de álbuns dos Beatles, tanto versões originais quanto remasterizadas, apesar do fato de que a banda ainda não fechou um acordo com fornecedores de música para lançar seu catálogo na Internet.

"A EMI não autorizou a venda ou disponibilização de seu conteúdo no BlueBeat.com", disse a gravadora em comunicado divulgado no começo da semana.

A defesa do BlueBeat alega que vendia "gravações completamente diferentes das licenciadas" pela EMI, afirmando que as "novas" gravações foram feitas através de um processo chamado "simulação psico-acústica".

O tribunal ouvirá os argumentos de ambos os lados no dia 20 de novembro, segundo documentos judiciais.

(Reportagem de Mike Collett-White)