Fãs fazem fila nos EUA para comprar novo "Call of Duty"

terça-feira, 10 de novembro de 2009 10:10 BRST
 

Por Gabriel Madway e Robert MacMillan

SAN FRANCISCO/NOVA YORK (Reuters) - O muito aguardado videogame "Call of Duty: Modern Warfare 2", da Activision Blizzard, chegou ao mercado na madrugada da terça-feira, e foi recebido por fãs ávidos que esperaram por horas em fila para comprá-lo.

O jogo de combate deve ser um dos títulos de maior e mais rápida venda na história dos videogames, e vai lutar pelos recordes estabelecidos pelos lançamentos da série "Grand Theft Auto".

O título quer fazer história apesar do clima econômico desfavorável que está deprimindo os gastos dos consumidores nos Estados Unidos. O faturamento do setor de videogames no país, o maior mercado mundial, caiu 13 por cento este ano, de acordo com o grupo de pesquisa NPD.

Mas Call of Duty surge em meio a fortes expectativas e muito entusiasmo. A Activision formou parcerias com grupos de varejo como a GameStop e a Best Buy para abrir mais de 10 mil lojas à meia-noite na América do Norte.

Na loja da GameStop perto da Union Square, em Nova York, cerca de 80 pessoas, em sua maioria jovens, esperavam em fila na noite da segunda-feira duas horas antes do lançamento.

"Esse é o único jogo pelo qual eu provavelmente faria algo assim", disse Paola Altamirano, 21, que esperava na fila. Ela disse que planejava jogar Call of Duty online com um amigo naquela noite mesmo.

Com um nível de pré-encomendas que a empresa definiu como recorde, havia pouca dúvida sobre a forte demanda pelo jogo.

"Os jogadores estão entusiasmados com a oportunidade de comprar o jogo à meia-noite", disse Paul Swiderski, que trabalha na Gamestop da Union Square.

As estimativas de vendas dos analistas para o título vendido por 60 dólares variam de 11 milhões a 13 milhões de unidades pelo final de 2009. Call of Duty deve responder por proporção considerável dos lucros da Activision no quarto trimestre, disseram analistas.

A audiência principal do novo Call of Duty, o sexto título da série, é formada basicamente por homens jovens, a faixa etária que forma o núcleo do setor mundial de videogames, cujo movimento mundial é estimado em 50 bilhões de dólares ao ano.