12 de Novembro de 2009 / às 18:29 / 8 anos atrás

Microsoft vê poucas mudanças no orçamento de pesquisa

Por Harry Suhartono

CINGAPURA (Reuters) - A Microsoft, maior fabricante de softwares do mundo, não vê grandes mudanças em seu orçamento para pesquisa e desenvolvimento no ano que vem em relação à cifra de mais de 9 bilhões de dólares deste ano, afirmou um executivo da empresa.

O chefe de pesquisa e estratégia da Microsoft, Craig Mundie, disse à Reuters em entrevista que a empresa vê algumas novas oportunidades ainda não exploradas pelo mercado nas áreas de saúde, educação e energia, onde tecnologias podem ajudar a lidar com certos problemas.

“A companhia continua extremamente comprometida com seu setor de pesquisa e desenvolvimento... Creio que será o mesmo valor nominal, não espero grandes mudanças”, disse Mundie nesta quinta-feira no escritório da Microsoft em Cingapura.

“Estamos investindo e colocando mais dinheiro em pesquisa e desenvolvimento de negócios completamente novos, não só na extensão de negócios antigos”, acrescentou.

Espera-se que os gastos com pesquisa e desenvolvimento no setor de tecnologia global, componente crítico de uma indústria em que a inovação é o principal, se mantenham este ano sem dificuldades, apesar da queda nas vendas e de intensos cortes de custos, afirmam analistas.

Para Intel, Microsoft, Oracle, Texas Instruments e outros peso-pesados da indústria de tecnologia que atualmente lutam contra uma receita em queda, investimentos em pesquisa e desenvolvimento representam em 2009 um percentual maior das vendas do que o observado no ano passado.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below