HP ainda em busca de aquisições, depois da 3Com

sexta-feira, 13 de novembro de 2009 09:42 BRST
 

Gabriel Madway

SAN FRANCISCO (Reuters) - A aquisição da 3Com pela Hewlett-Packard, em uma transação de 3,1 bilhões de dólares, ajudará a gigante da tecnologia a expandir sua carteira de produtos em meio à rápida consolidação do setor --e pouca gente acredita que as compras da HP tenham acabado.

A ascensão de controle da 3Com pela HP permitiria a esta última concorrer melhor com a Cisco Systems, líder em sistemas de redes, dizem os analistas, enquanto a HP batalha para se tornar uma fornecedora integrada de produtos e serviços de tecnologia.

Wall Street recebeu a aquisição favoravelmente como uma jogada de baixo risco que permitiria que a HP adicionasse uma linha de produtos complementar, expandisse sua gama de ofertas e ganhasse exposição bem-vinda ao mercado chinês.

As aquisições da HP devem continuar, mesmo que a empresa ainda esteja digerindo a compra do controle do grupo de serviços de tecnologia da informação EDS, adquirido por 13 bilhões de dólares no ano passado.

Dada a recente onda de aquisições pela Cisco e o interesse demonstrado por rivais como a IBM e a Oracle de entrarem na jogada, as pressões competitivas não se reduzirão em curto prazo.

"Não creio que o jogo tenha chegado ao fim," disse Shaw Wu, analista do Kaufman Brothers.

A HP é a maior fornecedora de tecnologia do mundo, e por isso os analistas dizem ser complicado prever de que maneira transcorrerá sua próxima fusão ou aquisição, seja no setor de software, no de armazenagem ou no de redes, que é a atual ênfase da companhia.

Wu disse que uma aquisição no ramo de software provavelmente faria mais sentido para a HP, dado o fato de que as companhias de software têm margens superiores, mas afirmou que há escassez de nomes atraentes no mercado. Por isso, ele acredita que a HP mantenha o foco nas redes.

"Os clientes estão sempre em busca de uma alternativa à Cisco," ele apontou.

Wu disse que a Brocade Communications Systems não deve ser alvo para a HP, depois da aquisição da 3Com, e que a Juniper Networks seria cara. Mas mencionou empresas mais "especializadas" no segmento de redes, tais como a F5 Networks e a Riverbed Technology.