Cisco sobe oferta por produtora de aparelhos de videoconferência

segunda-feira, 16 de novembro de 2009 13:24 BRST
 

Por Wojciech Moskwa e Richard Solem

OSLO, 16 de novembro (Reuters) - A fabricante norte-americana de equipamentos para redes Cisco elevou oferta pela produtora norueguesa de aparelhos para videoconferência Tandberg e anunciou que conta com apoio de mais de 40 por cento dos acionistas, depois de obter uma reação não muito entusiasmada à uma oferta anterior.

A nova oferta da Cisco, de 170 coroas por ação da Tandberg, ante 153,50 coroas na primeira proposta, rejeitada por mais de 90 por cento dos acionistas, avalia a Tandberg em cerca de 19 bilhões de coroas norueguesas (3,41 bilhões de dólares).

Poucos analistas esperavam que a Cisco desistisse, tendo repetidamente destacado as videoconferências como uma área importante de crescimento da empresa, especialmente devido aos cortes de gastos das empresas com viagens, causados pela crise econômica.

As ações da Tandberg subiram em 3,9 por cento, para 163,70 coroas, no início da tarde. Nas operações da manhã, elas atingiram cotação recorde, de 167,50 coroas. As ações europeias da Cisco caíram 0,06 por cento.

"Ainda não tomamos uma decisão sobre essa oferta, mas com essa cotação acredito que a chance de sucesso seja considerável", disse Rune Selmar, diretor do grupo de investimento da Rasmussengruppen, que detém cerca de 0,6 por cento das ações da Tandberg, à Reuters.

A Panta Capital, uma pequena consultoria de Londres que assessora operações de arbitragem em fusões e havia classificado a oferta inicial como insuficiente, disse que a nova oferta é "justa" e tem chance de sucesso. "Creio que agora o negócio esteja decidido", disse Peter Germonpre, da Panta, à Reuters.

Germonpre disse que a nova oferta acompanha mais perto a avaliação da outra empresa média importante do setor de teleconferências, a U.S. Polycom. Ele disse que o pequeno grupo de acionistas cujas posições havia representado em sua declaração anterior estaria mais inclinado a vender suas ações.

"A oferta ainda subestima o valor da Tandberg, que seria de 180 coroas isoladamente e de 200 coroas com o ágio de aquisição", disse Arild Nysaether, analista da Fondsfinans. "Mas é uma melhora, e tem chance de sucesso."