Wii pode criar geração de gamers mais saudáveis, diz estudo

segunda-feira, 16 de novembro de 2009 14:19 BRST
 

Por Bill Berkot

ORLANDO, Flórida, 16 de novembro (Reuters) - Os videogames de exercícios do Wii podem criar uma geração de jogadores de games mais saudável, afirma um estudo divulgado nesta segunda-feira.

Alguns dos jogos de esportes e atividades do Wii podem aumentar o gasto de energia tanto quanto um exercício de intensidade moderada, disseram pesquisadores durante encontro da Associação Americana do Coração (AHA), em Orlando.

"É uma maneira muito simples e divertida de começar a se exercitar", disse Motohiko Miyachi, diretor do programa de atividade física do Instituto Nacional de Saúde e Nutrição em TÓquio, que liderou o estudo.

A pesquisa patrocinada pela Nintendo descobriu que cerca de um terço dos jogos e atividades incluídos nos títulos Wii Fit e Wii Sports exigem um gasto de energia de 3,0 METs ou mais, o que é considerado como uma intensidade moderada de exercício, segundo os parâmetros da AHA.

METs são valores metabólicos que compõem um método padrão de se medir o gasto de energia, disseram pesquisadores.

Apesar da pesquisa não provar eventuais benefícios à saúde proporcionados por esses jogos, Miyachi especula que um aumento de tempo gasto brincando com eles "pode contribuir para a prevenção de doenças cardiovasculares".

O exercício mais eficiente elencado pelo estudo é um de braços do Wii Fit, que marcou 5,6 METs, pouco abaixo da marca de 6, que define uma atividade vigorosa.

Outra atividade com placar elevado é o boxe do Wii Sports, com leitura de 4,5 METs.

O Wii tênis e o game de beisebol do título geraram gasto de 3,0 METs, enquanto o golfe marcou 2,0 METs.

Citando a crescente epidemia de obesidade nos Estados Unidos e no Japão, Miyachi afirmou que alguma atividade física, mesmo se for a incentivada por um videogame, é melhor que nenhuma.

 
<p>Os videogames de exerc&iacute;cios do Wii podem criar uma gera&ccedil;&atilde;o de jogadores de games mais saud&aacute;vel, afirma um estudo divulgado nesta segunda-feira (16 de novembro). Na foto, uma mulher joga Wii durante uma feira de videogames em Paris, no dia 17 de setembro. REUTERS/Charles Platiau</p>