Skype quer avanço na telefonia móvel antes de separar-se do eBay

quinta-feira, 19 de novembro de 2009 10:10 BRST
 

Por Joanne Chu e Hung Yuntao

HONG KONG, 19 de novembro (Reuters) - A Skype está conversando com fabricantes de celulares e equipamentos de rede para oferecerem seu software de telefonia por Internet, anunciou um executivo da companhia na quinta-feira. A empresa busca vetores de crescimento antes da cisão que a separará do eBay.

A Skype estabeleceu uma aliança estratégica com o 3 Group, da Hutchison Whampoa, e está à procura de conexões semelhantes com outras operadoras de telefonia móvel e fabricantes de celulares, disse Russ Shaw, gerente geral da Skype para telefonia móvel, em entrevista à Reuters.

O software Skype já vem pré-instalado em alguns celulares, ainda que as operadoras de telefonia móvel em geral relutem em oferecer apoio ativo ao serviço, já que ele ajuda usuários a gastar menor em chamadas interurbanas e internacionais.

"Teremos boas novidades a contar sobre novas parcerias com operadoras. Isso acontecerá ainda este ano", disse Shaw.

Ele acrescentou que a lista de potenciais parceiros inclui operadoras celulares da China; que é um importante mercado para a empresa.

"Já conversamos (com companhias chinesas)", disse Shaw. "Não vai acontecer de imediato, mas creio que nos próximos meses devamos ter discussões frutíferas e poderemos demonstrar nosso bom trabalho e relacionamento."

Ele evitou comentar nomes, mas o mercado de telefonia móvel chinês, o maior do mundo, com mais de 600 milhões de usuários é dominado por três empresas: China Mobile, China Unicom e China Telecom.

A Skype também está conversando com operadoras na América do Norte, Europa e em outros mercados asiáticos.

O eBay está vendendo a Skype a um grupo de investidores para se concentrar em sua atividade básica, os serviços de leilão e pagamentos online. Shaw afirmou que a cisão deve ser concluída até o final do ano.

"É uma mudança positiva. Creio que os novos investidores podem trazer muita experiência ao nosso negócio", afirmou. "Creio que (a venda pelo eBay) nos torna uma empresa independente de novo; seremos uma empresa independente e de capital fechado, o que é bom para nós."