24 de Novembro de 2009 / às 12:18 / 8 anos atrás

Twitter estuda aquisições e planeja faturar em 2010

<p>Foto do co-fundador do Twitter, Biz Stone. O site de microblogs est&aacute; interessado em realizar mais aquisi&ccedil;&otilde;es &agrave; medida em que continua a ganhar popularidade, afirmou Stone nesta ter&ccedil;a-feira, 24 de novembro. REUTERS/Phil McCarten</p>

Por Steven Scheer

TEL AVIV (Reuters) - O site de microblogs Twitter está interessado em realizar mais aquisições, à medida em que continua a ganhar popularidade, afirmou o co-fundador da companhia Biz Stone, nesta terça-feira.

“Isso é algo em que definitivamente estamos interessados”, declarou Stone em entrevista coletiva em Tel Aviv. “Fizemos uma aquisição no ano passado que provou ser uma decisão espantosamente boa.”

Mas ele emendou que não há nada de específico no horizonte. “Quando essas empresas de software chamarem nossa atenção, as estudaremos com mais seriedade”, disse Stone. O Twitter adquiriu o serviço de buscas Summize, em 2008.

Stone disse que o Twitter “começará a ganhar dinheiro” em 2010, ao revelar, no começo do ano que vem, um plano para produzir receita por meio de publicidade. Ele se recusou a oferecer detalhes, mas afirmou que a publicidade seria “não tradicional”.

“Não há data em que precisamos atingir o equilíbrio financeiro. Temos bastante dinheiro no banco”, disse.

Em setembro, o Twitter fechou uma nova rodada de capitalização junto a investidores como a T. Rowe Price, gigante dos fundos mútuos, e o grupo de capital privado Insight Venture Partners. Segundo analistas, isso deixou a empresa posicionada para uma futura oferta pública inicial de ações ou venda.

De acordo com uma pessoa próxima do assunto, os novos fundos obtidos chegam a 100 milhões de dólares, o que teoricamente avalia a empresa em 1 bilhão de dólares.

Na segunda-feira, Stone disse que o Twitter poderia recorrer ao mercado de ações em busca de capital, no futuro, caso necessário.

O serviço, que permite que as pessoas enviem mensagens de 140 caracteres, ou “tweets”, a grupos de “seguidores” é uma das empresas de redes sociais de mais rápido crescimento na Internet.

O número mundial de visitantes do site chegou a 44,5 milhões em junho, 15 vezes mais que o total para o mês um ano antes, de acordo com a comScore, que mede a audiência da Internet.

No mês passado, o Twitter assinou acordos com Microsoft e Google para permitir buscas no seu conteúdo em tempo real. Também formou parceria com o site de redes sociais LinkedIn, este mês.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below