Nokia corta 220 empregos em pesquisa e desenvolvimento no Japão

terça-feira, 24 de novembro de 2009 11:20 BRST
 

HELSINQUE (Reuters) - A fabricante finlandesa de celulares Nokia afirmou nesta terça-feira que planeja cortar 220 empregos na área de pesquisa e desenvolvimento no Japão, como uma mudança em seu foco para o lançamento de menos aparelhos.

Segundo a empresa, os cortes --que representam cerca de 1 por cento de sua equipe global de pesquisa e desenvolvimento-- não afetam suas atividades no Japão.

"Os fabricantes japoneses são parceiros importantes que desempenham um papel crucial na estratégia da cadeia de fornecimento global e com os quais a Nokia continua a desenvolver suas operações logísticas de classe mundial", afirmou.

Na semana passada, a Nokia anunciou que irá cortar 330 empregos em suas operações de pesquisa e desenvolvimento na Finlândia e Dinamarca.

A maior fabricante mundial de celulares tem lançado cerca de 50 modelos por ano, mas quer se focar num número menor, porém com aparelhos mais populares.

A Nokia vem reduzindo empregos em toda a companhia em 2009. Apenas em sua unidade de aparelhos, o objetivo é de reduzir os custos anuais em mais de 700 milhões de euros (1,04 bilhão de dólares) para enfrentar a queda na demanda.

(Reportagem de Tarmo Virki)

 
<p>Modelo N900 que a Nokia come&ccedil;ou a despachar este m&ecirc;s. A fabricante finlandesa de celulares afirmou nesta ter&ccedil;a-feira que planeja cortar 220 empregos na &aacute;rea de pesquisa e desenvolvimento no Jap&atilde;o, como uma mudan&ccedil;a em seu foco para o lan&ccedil;amento de menos aparelhos.</p>