France Télécom fecha acordo de meio-período com sindicatos

quinta-feira, 26 de novembro de 2009 19:33 BRST
 

Por Leila Abboud

PARIS (Reuters) - A France Télécom assinou um acordo com seus sindicatos nesta quinta-feira para criar um esquema de expediente de meio-período para funcionários mais antigos, enquanto busca lidar com uma série de suicídios que abateu o grupo de telecomunicações.

O plano já era esperado, e as negociações estavam em andamento havia vários meses.

Vinte e cinco funcionários da empresa francesa cometeram suicídio desde 2008, uma taxa que, para os sindicatos, deve-se à reestruturação da France Télécom e às más condições de trabalho.

Desde agosto a France Télécom e seu presidente-executivo, Didier Lombard, tentam evitar uma crise política e midiática em relação aos suicídios. O grupo vem negociando com os sindicatos para chegar a soluções concretas, como esse plano de meio-período de expediente.

O plano, que a empresa já afirmou que deverá custar até 1 bilhão de euros (1,51 bilhão de dólares), permite que funcionários com até três anos para a aposentadoria trabalhem meio-período, mantendo parte de seus salários.

A France Télécom afirmou nesta quinta-feira que este grupo inclui cerca de 14 mil funcionários.

A empresa assinou o acordo com quatro sindicatos, CFDT, CFTC, CGT e FO, que representam 68 por cento dos funcionários da companhia.

Lombard também trabalha em um novo plano para reformar a operadora de telecomunicações e dar a ela "um novo começo" após a polêmica dos suicídios, focando em grandes projetos como ampliar o acesso à banda larga na França toda.