Norte-americanos gastam menos em fim de semana após Black Friday

segunda-feira, 30 de novembro de 2009 14:04 BRST
 

Por Nicole Maestri e Brad Dorfman

SAN FRANCISCO/CHICAGO (Reuters) - Consumidores norte-americanos gastaram significativamente menos por pessoa no início da temporada de compras de final de ano, reduzindo as esperanças de uma retomada do varejo que pudesse ajudar a impulsionar a economia dos Estados Unidos em 2010.

Consumidores disseram que gastariam quase 8 por cento menos em média, ou cerca de 343 dólares por pessoa, durante o final de semana que incluiu o feriado de Ação de Graças e a sexta-feira conhecida como Black Friday, segundo a Federação Nacional do Varejo (NFR, na sigla em inglês).

O fluxo de clientes em lojas e sites aumentou para 195 milhões de pessoas ante 172 milhões em 2008, mas os consumidores estiveram concentrados em produtos mais baratos, como brinquedos de 10 dólares e livros de 9 dólares, acrescentou a NRF.

O total gasto no fim de semana do feriado nos EUA aumentou para estimados 41,2 bilhões de dólares, 0,5 por cento acima do apurado um ano antes, segundo a NRF.

O gasto dos consumidores corresponde a quase 70 por cento da economia dos EUA e vai ajudar a determinar quão rápido o país poderá se recuperar da recessão iniciada em dezembro de 2007, segundo Torsten Slok, economista do Deutsche Bank.

A NRF prevê queda de 1 por cento nas vendas de fim de ano, o que marcará um recuo sem precedentes por dois anos consecutivos.

Varejistas online, por outro lado, registraram alta de 11 por cento nos gastos da "Black Friday, para 595 milhões de dólares, com Amazon.com e Walmart.com registrando as maiores expansões no fluxo de clientes, segundo a empresa de pesquisa comScore.

 
<p>Compradores nos EUA aproveitam promo&ccedil;&otilde;es em loja de eletr&ocirc;nicos da rede Best Buy.</p>