Siemens prevê queda no lucro em mercado "desafiador"

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009 12:32 BRST
 

Por Marilyn Gerlach

MUNIQUE (Reuters) - O conglomerado industrial alemão Siemens assumiu uma grande baixa contábil relativa a sua participação em uma joint-venture com a Nokia e alertou que terá lucro operacional menor e poderá promover uma reestruturação em 2010.

A Siemens, considerada um termômetro da maior economia da zona do euro, tem sido duramente atingida pela crise econômica que reduziu a demanda por produtos industriais.

"Essas condições desafiadoras em nossos mercados podem tornar necessárias medidas de reestruturação", informou a Siemens nesta quinta-feira, durante divulgação de resultados de seu quarto trimestre fiscal, encerrado em setembro.

A Siemens divulgou que espera que seu lucro operacional caia para entre 6 bilhões e 6,5 bilhões de euros no ano fiscal de 2010, ante 7,46 bilhões de euros um ano antes. A estimativa é um pouco menor que uma média de previsões obtida pela Reuters junto a analistas.

No quarto trimestre fiscal de 2009, a empresa conseguiu um aumento de 25 por cento no lucro operacional, mas a surpresa positiva foi minimizada por uma baixa contábil de 50 por cento no valor de sua participação na Nokia Siemens Networks (NSN). Isso fez com que a maior fabricante de robôs industriais do mundo sofresse prejuízo líquido no período.

A Siemens divulgou que a baixa contábil de 1,6 bilhão de euros na NSN foi necessária porque o mercado "se deteriorou de maneira significativa".