Batalha entre eBay e Craigslist vai para o tribunal

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009 13:51 BRST
 

Por Alexandria Sage

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - É uma história repleta de acusações sobre promessas rompidas, acordos escusos e trapaças e envolve a luta de um dos gigantes da Internet por preservar sua valiosa participação em um site de classificados muito querido nos Estados Unidos.

Um processo aberto pelo eBay contra o Craigslist chegará a um tribunal dos EUA na segunda-feira que vem, para um julgamento que promete revelar como funcionam duas empresas que servem de referência à Web e que conduzirá ao banco de testemunhas dois pioneiros da Internet: Meg Whitman, ex-presidente-executiva do eBay, e Craig Newmark, fundador do Craigslist.

O julgamento, que já foi postergado por duas vezes, ressalta as gritantes diferenças entre as abordagens de negócios das duas empresas.

O eBay, uma das companhias que chegaram ao topo do mercado no boom inicial da Internet, foi o pioneiro dos leilões online, e levou milhões de pessoas de todo o mundo a comprar e vender na Web.

Apesar de ter gerado 8,5 bilhões de dólares em receita em 2008 e de empregar milhares de funcionários, a companhia se viu forçada a expandir seu mercado para concorrer melhor e a crescer para além dos leilões online.

Em contraste, o Craigslist é uma empresa de capital fechado com apenas algumas dezenas de funcionários, mas se tornou o maior site de classificados dos Estados Unidos. A página é muito querida por seu serviço em geral gratuito que ajuda pessoas a encontrar casas, adotar animais de estimação ou vender tranqueiras de suas casas.

Os executivos do Craigslist dizem que o que move a empresa é o espírito comunitário, e não a ganância por lucros.

Em jogo está uma participação minoritária do eBay no Craigslist, uma empresa que o site de leilão afirma ter valor potencial de bilhões de dólares.   Continuação...