7 de Dezembro de 2009 / às 20:45 / 8 anos atrás

Virgin Atlantic apresenta primeira nave espacial comercial

<p>Imagem digitial de divulga&ccedil;&atilde;o mostra como seria a nave SpaceShipTwo, da Virgin Galactic, durante voo suborbitalCortesia Virgin Galactic/Divulga&ccedil;&agrave;o</p>

Por Irene Klotz

MOJAVE, Califórnia (Reuters) - A Virgin Atlantic apresentou nesta segunda-feira a primeira nave espacial comercial para passageiros, um modelo com linhas elegantes, preta e branca, que representa uma aposta com preço alto na criação de uma industrial comercial de turismo espacial.

A empresa espera que a nave SpaceShipTwo, com asas e do tamanho de uma minivan, comece a levar turistas para a gravidade zero dentro de dois ou três anos.

"Será o começo das viagens espaciais comerciais", disse o fundador da Virgin Atlantic Airways, o bilionário Richard Branson, no lançamento da nave no deserto de Mojave, na Califórnia.

Com orçamento de 450 milhões de dólares, o projeto prevê a construção de seis naves espaciais comerciais que poderão levar passageiros até uma altitude suficiente para sentirem a gravidade zero e verem a curvatura da Terra contra o pano de fundo do espaço.

Uma nave de duas quilhas chamada Eve levará a SpaceShipTwo até uma altitude de 60 mil pés (18.288 metros), onde a deixará. Então a nave disparará seus motores a jato e subirá para cerca de 104 quilômetros acima da Terra.

A viagem levará cerca de duas horas e meia, e os passageiros viverão a ausência de gravidade durante cerca de cinco minutos.

Mais ou menos 300 candidatos a astronautas já fizeram depósitos para fazer o passeio de 200 mil dólares, que inclui três dias de treinamento.

Com o tempo, a Virgin Galactic, a divisão da Virgin Atlantic que está promovendo os passeios espaciais, espera reduzir o preço das passagens para um valor competitivo comparado às viagens aéreas entre os EUA e a Austrália.

A unidade também estuda a possibilidade de oferecer viagens suborbitais entre destinos, algo que poderia reduzir o tempo de voo dos EUA para a Austrália das atuais 15 horas ou mais para cerca de 90 minutos.

Outras potenciais utilizações comerciais das naves incluem transportar cientistas e equipamentos para pesquisas e usar a nave transportadora para lançar pequenas cargas no espaço.

As viagens espaciais comerciais são um sonho há décadas, mas o primeiro voo espacial particular pilotado, em 2004, foi a primeira prova de que a indústria poderia realizar o sonho sem a ajuda de governos, que historicamente dominam as viagens espaciais.

Mas uma explosão letal em 2007 num teste de motor de foguete ilustrou os perigos e riscos inerentes à empreitada.

O SpaceShipOne, que está exposto no Museu Nacional do Ar e do Espaço, em Washington, já fez três voos suborbitais.

"Os últimos cinco anos foram difíceis, mas finalmente chegamos", disse Branson. "Esperamos que, nas próximas décadas, dezenas ou até centenas de milhares de pessoas tenham a chance de ir para o espaço."

Um programa de dez meses de voos de teste atmosférico deve começar na terça e ser seguido por extensos voos de teste no espaço, antes de começarem os voos com passageiros, o que está previsto para acontecer em 2011 ou 2012.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below