Intel vai abrir negociação sobre preços com autoridades dos EUA

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009 10:26 BRST
 

Por Diane Bartz

WASHINGTON, 9 de dezembro (Reuters) - A Intel vai se reunir com as autoridades regulatórias dos Estados Unidos com o objetivo de mudar sua estrutura de preços, em um esforço da maior fabricante mundial de chips para deixar para trás acusações de práticas contra a concorrência, informou um porta-voz da Intel à Reuters.

As rivais AMD e Nvidia acusam a Intel de práticas desleais de fixação de preços, especialmente a concessão de grandes descontos a clientes que compram apenas os chips da empresa. No mês passado, a Intel aceitou pagar 1,25 bilhão de dólares à AMD, que retirará todas as suas queixas contra a rival, mas as disputas de preços entre as duas continuam não resolvidas.

O objetivo da Intel é resolver disputas judiciais com empresas privadas e governos em três continentes.

Além de discutir com funcionários da Federal Trade Commission (FTC) sobre seu acordo com a AMD, a Intel planeja levar as negociações um passo além.

"É provável que conversemos com as autoridades sobre... esquemas de preços, e a AMD tem liberdade de informar a elas sobre sua posição", disse Chuck Mulloy, porta-voz da Intel.

"Não faremos um acordo sobre preços com a AMD", disse ele, acrescentando que estabelecer preços de forma conjunta representaria uma violação da lei antitruste, no caso de companhias rivais.

Ele se recusou a revelar a data da conversa com as autoridades regulatórias.

A FTC está investigando a Intel por violação das leis antitruste norte-americanas e três de seus quatro comissários estão determinados a votar em favor da apresentação de uma queixa, de acordo com fontes que pediram para não serem identificadas porque não estão autorizadas a discutir a questão. O quarto comissário se absteve, segundo as fontes.

Os rivais da Intel criticaram práticas como descontos retroativos, descontos para os usuários finais e descontos de concorrência.

Os concorrentes da Intel no mercado de chips, que movimenta 280 bilhões de dólares ao ano, afirmaram que os descontos que a Intel oferece a clientes que enfrentam séria concorrência de rivais que usam processadores AMD e os descontos para usuários finais, oferecidos a clientes na esperança de garantir vendas futuras, são usados para reduzir o preço de venda para abaixo do custo de produção. Os descontos retroativos são concedidos depois que uma empresa adquire determinado volume de produtos.