Apple deve lançar tablet em meados de 2010, diz analista

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009 18:49 BRST
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple está se preparando para lançar um tablet no final de março ou abril, com parceiros prontos para fabricar até 1 milhão de unidades por mês, segundo relatório da Oppenheimer.

A expectativa é de que o antecipado aparelho, um computador em formato de uma prancheta com tela, lance a Apple no mercado de livros digitais popularizado pelo "e-reader", ou dispositivo de leitura, da Amazon.com, o Kindle. A Apple não quis comentar o assunto.

O analista Yair Reiner, da Oppenheimer, afirmou que o novo tablet poderia impulsionar o lucro por ação da gigante de tecnologia de 0,25 dólar para 0,38 dólar por trimestre, na hipótese de que a empresa venda entre 1 milhão e 1,5 milhão de unidades por trimestre, a um preço médio de 1 mil dólares e com uma margem líquida média de 22 por cento.

"O que checamos na cadeia de fornecedores da Apple indica que o processo de produção do tablet já está em andamento e deve atingir o nível de produção em massa em fevereiro", escreveu Reiner.

"O cronograma de fevereiro sugere que o lançamento ocorra no final de março ou em abril, uma vez que a Apple precisa criar pelo menos cinco ou seis semanas de estoque antes de os produtos chegarem ao mercado", acrescentou.

Ele afirmou que o tablet terá uma tela sensível a toque de LCD, semelhante à do iPhone, de 10,1 polegadas.

A Apple também fez propostas a editoras para poder distribuir seu conteúdo digitalmente, e ofereceu uma participação de 70 por cento na receita sem contrato de exclusividade, segundo Reiner.

Para o analista, a proposta é melhor que o acordo do Kindle com editoras de apenas 50 por cento da receita. Apenas editoras que assinem contrato de exclusividade com a Amazon.com recebem 70 por cento da receita gerada pela distribuição digital de seus livros.

(Por Gabriel Madway e Tiffany Wu)