Microsoft e SAP contestam na Europa compra da Sun pela Oracle

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 16:17 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - As empresas de software Microsoft e SAP irão manifestar suas preocupações sobre a planejada compra da Sun Microsystems pela Oracle em audiência da União Europeia nesta sexta-feira, o que deve aumentar o ceticismo da agência reguladora europeia em relação ao acordo.

A Comissão Europeia se opôs à aquisição de 7 bilhões de dólares, alegando que a compra pode limitar a competição no mercado de softwares de base de dados. A agência reguladora antitruste da UE tem até 27 de janeiro para tomar uma decisão sobre o acordo, já aprovado por reguladores norte-americanos.

Representantes e advogados da gigante de software Microsoft não quiseram fazer comentários antes da audiência de dois dias, que começou na quinta-feira.

Já a empresa de software alemã SAP, principal rival da Oracle, disse à Comissão que a compra da base de dados da Sun, MySQL, pela Oracle pode afetar a concorrência no mercado, ao eliminar uma das principais companhias do setor.

Segundo a Oracle, maior fabricante de software de base de dados do mundo, seus clientes afirmaram em depoimento a autoridades da Comissão e reguladores nacionais europeus durante a audiência na quinta-feira que a fusão não era anticompetitiva.

O criador do software MySQL, Monty Widenius, deve apoiar a Comissão Europeia no caso, em depoimento nesta sexta-feira, ao passo que a fabricante de equipamentos de rede sueca Ericsson irá defender a Oracle.

(Por Foo Yun Chee)