Cisco e Nasa lançam pareceria para monitoramento climático

terça-feira, 15 de dezembro de 2009 12:02 BRST
 

COPENHAGUE, 15 de dezembro (Reuters) - A Cisco Systems e a Nasa lançaram nesta terça-feira um plano de 100 milhões de dólares para monitorar os recursos do planeta, visando melhorar a transparência dos compromissos nacionais sob os novos acordos climáticos.

Líderes e ministros de mais de 190 países estão se reunindo esta semana para tentarem chegar a um acordo sobre um pacto climático global que sucederá o Protocolo de Kioto.

Provas de concordância com os comprometimentos do novo acordo, como por exemplo a redução nas emissões de CO2 para preservar as florestas, dependerão de um monitoramento mais sofisticado do que o disponível agora.

O objetivo do Planetary Skin Institute é ajudar as instituições públicas, privadas, acadêmicas e governamentais a compartilhar suas informações, como por exemplo através de fontes online.

"Muita informação está disponível, mas é altamente descentralizada, em milhares de formatos diferentes e milhares de lugares diferentes", disse Juan Carlos Castilla-Rubio, da Cisco.

"Nos próximos 3 anos precisamos de pelo menos 100 milhões de dólares para fazer isso funcionar. Temos compromisso com metade do valor e esperamos atingir a meta no mês que vem".

A joint-venture sem fins lucrativos teria como objetivo melhorar o monitoramento de emissões carbono e de sistemas de alimentos e níveis de escassez de água.

Uma rede global será formada por sete hubs, montados no Brasil, Índia, China, África, Japão, União Europeia e Estados Unidos.