YouTube estuda gerar receita com assinaturas pagas e publicidade

terça-feira, 15 de dezembro de 2009 19:30 BRST
 

Por Yinka Adegoke

NOVA YORK (Reuters) - O site de vídeos YouTube considera oferecer a seus usuários a opção de assinaturas pagas por seus serviços, numa tentativa de conseguir com que mais grupos midiáticos concordem em licenciar seus principais filmes e seriados de TV, afirmou um executivo da empresa.

O YouTube, controlado pelo gigante de Internet Google, já negociou com diversos estúdios de Hollywood sobre a possibilidade de alugar filmes.

O vice-presidente de conteúdo do Google, David Eun, afirmou em entrevista que alguns seriados completos não seriam disponibilizados ao YouTube sob seu atual modelo de publicidade.

"Estamos fazendo apostas interessantes em vídeos mais compridos; nem todo esse conteúdo está disponível para nós com este modelo de publicidade", disse Eun à Reuters, acrescentando que parceiros de conteúdo do site poderão escolher o que for melhor para eles.

O YouTube espera aumentar o licenciamento de programas completos, para além dos vídeos mais curtos de usuários que atualmente dominam o site.

Mas estúdios e canais de televisão estão relutantes em canibalizar receita, como vendas de TV a cabo e de DVDs, ao oferecer seus principais programas de graça na Web --mesmo sob um acordo publicitário de divisão de receita.