FBI investiga ataque cibernético ao Citigroup, diz jornal

terça-feira, 22 de dezembro de 2009 18:50 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - O FBI está investigando um suposto ataque de hackers ao Citigroup que teria resultado no roubo de dezenas de milhões de dólares, informou o Wall Street Journal, citando fontes do governo norte-americano.

O Citigroup negou a informação, assegurando que seus clientes não perderam nenhum dinheiro. "Não houve violação e não houve perdas associadas", afirmou o banco em comunicado.

"De vez em quando, como ocorre em praticamente toda instituição financeira, há situações de fraude de violações de sistemas alheios que nos levam a tomar ação para proteger nossos clientes e ao Citi", acrescentou o banco.

O alvo do suposto ataque, que teria ligações com uma gangue russa, seria o Citibank, unidade do Citigroup, informou o jornal, acrescentando que ainda é incerto se os hackers conseguiram acessar os sistemas do banco diretamente ou através de terceiros.

Duas outras entidades, incluindo uma agência do governo norte-americano, também foram atacadas pelos hackers, de acordo com o Wall Street Journal, citando fontes com conhecimento do incidente com o Citibank.

O porta-voz do FBI, Richard Kolko, não quis comentar o assunto, afirmando ser política da agência não confirmar nem negar a existência de investigações.

Acredita-se que o ataque ao Citibank tenha ocorrido no meio do ano e havia sido detectado na época, mas investigadores suspeitam que pode ter acontecido até um ano antes, informou o jornal.

(Por Dan Wilchins em Nova York; Reportagem adicional de Dan Margolies em Washington e Ajay Kamalakaran em Bangalore)