Varejo online movimenta R$1,6 bilhão no Natal, alta de 28%

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009 14:53 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas do comércio eletrônico brasileiro movimentaram 1,6 bilhão de reais em bens de consumo no período natalino deste ano, uma alta de 28 por cento em relação ao ano anterior, de acordo com números divulgados nesta quarta-feira por uma empresa de pesquisa.

Segundo levantamento realizado para o período entre 15 de novembro e 24 de dezembro pela empresa de pesquisa e-bit, as vendas de cerca de 1,6 bilhão de reais representam novo recorde para o varejo online do país e um avanço sobre a marca de 1,25 bilhão de reais registrada um ano antes. A expectativa da companhia de medição é que a haja expansão maior nos próximos anos.

"Com esse faturamento expressivo, nota-se que o consumidor está mais preparado e programado para comprar via web, além de estar com a confiança retomada para fazer compras. Para os próximos anos, o crescimento deverá ser ainda maior", afirmou em comunicado Pedro Guasti, diretor geral da e-bit.

O estudo aponta que a categoria mais procurada foi a de livros, seguida pela de eletrodomésticos, segmento ainda impulsionado pela redução de Imposto sobre Produtos Industrializados, e saúde, beleza e medicamentos. Itens de informática e eletrônicos ficaram, respectivamente, na quarta e quinta posições.

O maior dia de vendas foi 16 de dezembro, no qual registraram-se 150 mil encomendas, cerca de 50 por cento acima do volume de um dia normal.

A pesquisa afirma que a preferência do consumidor têm crescido em relação a produtos de alto valor agregado, como bens de informática e eletrodomésticos, contra a dominância de itens mais baratos até poucos anos atrás, como CDs e DVDs.

A e-bit destaca a comparação entre as vendas físicas e online. Enquanto o comércio eletrônico apresentou um crescimento de 28 por cento no período do Natal na comparação anual, o varejo físico cresceu 6,8 por cento, afirma a empresa citando dados da Serasa Experian.

Dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de outubro mostram que o varejo físico brasileiro cresceu 8,4 por cento em relação ao mesmo mês de 2008, ante expectativa do mercado de expansão de 6,5 por cento. Para mais informações clique .

Uma pesquisa do IBGE aponta que o número de brasileiros com acesso à Internet cresceu 75,3 por cento entre 2005 e 2008, passando a 56,4 milhões de usuários.

(Por Rodolfo Barbosa)