Ano promete novidades no mundo dos videogames

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010 18:37 BRST
 

RALEIGH, Estados Unidos (Reuters Life!) - Neste começo de ano, as produtoras de videogames decidiram voltar às raízes e focar no público de fãs dedicados para sustentar suas vendas neste período de contração no mercado que pode levar a menos lançamentos.

A expectativa é de que público mais amplo de gamers corra para as lojas com o lançamento de grandes séries como "God of War 3", da Sony, "Mafia 2", da Take Two Interactive e "Mass Effect 2", da Electronic Arts, mas a indústria de games está trabalhando para garantir que seu principal público, os fãs, fiquem felizes.

"2010 parece ser um bom ano para os fãs mais dedicados, com um fluxo contínuo de novos jogos, como o 'Darksider', da THQ, 'Bayonetta', da Sega e 'Army of Two: The 40th Day', da Electronic Arts", afirmou o analista de videogames da Arcadia Research Corporation, John Taylor.

Em 2009, muitas produtoras focaram mais em jogos para o público em geral e jogadores casuais com títulos como "The Beatles: Rock Band", da MTV Games, e o jogo de exercícios "Your Shape", da Ubisoft, para o console Wii. Tanto os jogos quanto o aparelho são do tipo que gamers mais dedicados evitam.

Mas após três anos de bons números, o ritmo de vendas do Wii, da Nintendo, vem diminuindo e o gênero de jogos de música, embora ainda viável, não é mais um dos principais produtos da indústria em vendas.

Segundo o analista de videogames da Wedbush Securities, Michael Pchter, as vendas de hardware e software do setor chegaram a um total de 16,8 bilhões de dólares em 2009, 18 por cento a menos que os 19,5 bilhões arrecadados em 2008.

Apesar do sucesso do lançamento do game "Call of Duty: Modern Warfare 2", da Activision, que bateu recordes com vendas de mais de 550 milhões de dólares apenas na primeira semana, as vendas de jogos em 2009 caíram 11 por cento, para cerca de 10,5 bilhões de dólares.

(Reportagem de John Gaudiosi)