Panasonic projeta crescimento na venda de televisores 3D

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010 13:16 BRST
 

Por Mayumi Negishi

LAS VEGAS (Reuters) - A Panasonic planeja vender 1 milhão de unidades ou mais de televisores 3D no primeiro ano do lançamento, afirmou o chefe da unidade nos Estados Unidos, esperando que a nova tecnologia cative os consumidores em 2010.

A empresa, que planeja iniciar a distribuição desses aparelhos em março, aprendeu a desenvolver um mercado para TVs de alta-definição na década de 1980, e será "muito razoável" sobre os preços desta vez, disse na sexta-feira Yoshi Yamada, presidente-executivo da unidade norte-americana da empresa.

Mas a empresa japonesa terá concorrentes. Fabricantes como Sony, LG Electronics e Samsung Electronics colocaram suas TVs 3D na vitrine principal da Consumer Electronics Show, feira de eletrônicos que terminou domingo, em Las Vegas.

A DisplaySearch espera que 9 milhões de TVs 3D sejam vendidas pelo mundo até 2012, ainda uma fração do mercado mundial de televisores, de 200 milhões de aparelhos. "Quanto mais, melhor", disse Yamada à Reuters em entrevista. "Seremos muito agressivos. Velocidade é tudo."

"Queremos que as pessoas pensem 'Panasonic, 3D; 3D, Panasonic'".

A empresa está firmando uma parceria com a provedora de TV via satélite DirecTV para lançar 3 canais em 3D de alta-definição até junho.

As fabricantes estão se aliando aos criadores de conteúdo e distribuidores para acabar com a escassez de conteúdo, disse Yamada. Os estúdios são mais propensos a se voltarem para o 3D em busca de um maior preço nas bilheterias, enquanto as emissoras correm para obter vantagem competitiva com o 3D antes da concorrência, disse o executivo.

A Panasonic, maior fabricante mundial de televisores de plasma, tem visto as vendas de TVs de plasma sendo superadas pela tecnologia LCD e espera que uma nova dimensão às imagens ajude a reverter a queda crônica nos preços dos aparelhos.