França propõe troca de livros digitais com Google

terça-feira, 12 de janeiro de 2010 16:22 BRST
 

Por Sophie Hardach

PARIS (Reuters) - A França quer dar início a uma troca de livros digitais com o Google, como resolução para uma disputa sobre a publicação do patrimônio literário mundial na Web pela gigante da Internet, segundo relatório do governo francês divulgado nesta terça-feira.

O documento, elaborado a pedido do Ministério da Cultura, é a mais recente de uma onda de iniciativas em políticas para a Internet que vem colocando o governo francês contra empresas privadas, incluindo uma proposta para tributar a publicidade online.

O relatório afirma que a troca proposta pela França seria vantajosa para ambas as partes mas, diferentemente de outros acordos parecidos, não conteria quaisquer cláusulas de exclusividade em favor do Google.

"Livros franceses poderão ser citados pelo Google Books, enquanto uma plataforma nacional continuará se beneficiando de obras já digitalizadas pelo Google, especialmente aquelas fornecidas por bibliotecas estrangeiras", segundo o relatório publicado no site do Ministério.

Em entrevista ao jornal Le Monde, o ministro da Cultura Frédéric Mitterrand elogiou a ideia e disse que se o Google não estiver interessado, a França levará a proposta para outras operadoras privadas.

Diversas bibliotecas no mundo todo já fecharam parcerias com o Google. Já outras aguardam a resolução de disputas legais sobre o uso digital de livros protegidos por direitos autorais antes de considerar um acordo com a empresa.

 
<p>Fran&ccedil;a prop&otilde;e troca de livros digitais com Google. REUTERS/Robert Galbraith</p>