LG quer impulsionar vendas de celulares em 20%,aposta em Android

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010 11:41 BRST
 

Por Rhee So-eui

SEUL, 13 de janeiro (Reuters) - A LG Electronics, terceira maior fabricante mundial de celulares, planeja elevar em 20 por cento suas vendas no segmento este ano e vai usar o sistema operacional Android, do Google, para reforçar sua linha de smartphones.

A empresa sul-coreana enfrentará forte concorrência em 2010, devido à sua posição relativamente fraca no próspero mercado de celulares inteligentes, diante da Apple, Research in Motion e Nokia.

A LG anunciou na quarta-feira meta de vender 140 milhões de celulares este ano, depois de vender 117 milhões no ano passado, e conquistar cerca de 10 por cento do mercado mundial.

"A LG deve conseguir registrar ganhos em termos de volume, mas as margens sofrerão pressão se o crescimento se concentrar nos modelos baratos", disse Han Eun-mee, analista da HI Investment & Securities, de Seul.

A LG concentrou suas atividades em celulares dotados de amplos recursos nas pontas mais barata e mais cara do mercado, mas ficou para trás no mercado de celulares inteligentes, onde sistemas operacionais e software importam.

"Um aparelho sozinho não basta para sustentar um negócio", disse Skott Ahn, presidente-executivo de comunicações móveis da LG, em entrevista coletiva. "Precisamos construir um sistema sob o qual consumidores, operadoras de telefonia móvel e fornecedores de software sejam capazes de trabalhar juntos de maneira efetiva."

Ele acrescentou que a LG tinha planos de desenvolver um sistema operacional próprio para celulares.

A LG, que está atrás da finlandesa Nokia e da rival sul-coreana Samsung Electronics no mercado de celulares, deve lançar cerca de 20 celulares inteligentes este ano, e mais de metade deles trarão o sistema operacional Google Android.

"O desafio é que qualquer fabricante que precise atrair os consumidores está dependendo fortemente do Android no momento, porque o Symbian e o Windows Mobile estão em fase de redesenvolvimento", disse Ben Wood, diretor de pesquisa na consultoria CCS Insight.

 
<p>Um sul-coreano passa em frente ao logo da LG Electronics em sua sede em Seoul no dia 18 de julho de 2005. A LG Electronics, terceira maior fabricante mundial de celulares, planeja elevar em 20 por cento suas vendas no segmento este ano e vai usar o sistema operacional Android, do Google, para refor&ccedil;ar sua linha de smartphones. (Foto Arquivo Reuters) REUTERS/You Sung-Ho KKH/CN</p>