Softwares da Adobe podem ter sido alvo de ataques

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010 19:26 BRST
 

Por Melanie Lee e Lucy Hornby

XANGAI/PEQUIM (Reuters) - Um ataque ao Google e pelo menos 20 outras empresas, originado na China, parece ter se aproveitado de uma falha nos populares programas Adobe Acrobat e Adobe Reader, possivelmente para roubar códigos proprietários.

O Google afirmou que irá reavaliar sua permanência na China após o ataque, que levou à perda de propriedade intelectual.

Nesta quarta-feira, a Adobe Systems informou que seus sistemas de rede foram atacados, mas nenhuma informação importante foi roubada.

Os hackers podem ter tentado tirar proveito de falhas de segurança nos softwares Adobe Acrobat e Adobe Reader, muito usados para a criação e leitura de documentos digitais.

A empresa de segurança cibernética iDefense publicou relatório nesta quarta-feira sobre as vulnerabilidades dos dois programas.

As falhas nos produtos da Adobe permitiriam que um hacker inserisse um código no computador uma vez que um arquivo PDF fosse aberto, segundo afirmou a iDefense. A empresa não tratou especificamente dos ataques ao Google.

A Adobe, que já lançou um reparo de emergência para as falhas, não tinha representantes disponíveis para comentar o assunto.