Recuperação de mercado celular está na mira após 2009 fraco

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 12:02 BRST
 

Por Tarmo Virki e So-Eui Rhee

HELSINQUE/SEUL, 18 de janeiro (Reuters) - Investidores vão se concentrar nos comentários dos fabricantes de celulares sobre a força da recuperação da demanda quando divulgarem os números de balanço do trimestre encerrado em dezembro nesta semana e na próxima.

A indústria de telefones celulares sofreu em 2009 com a recessão atingindo consumidores ao redor do mundo e reduzindo gastos em novos aparelhos, mas a demanda por novos modelos começou a esquentar no quarto trimestre diante da recuperação das economias.

"Será o primeiro trimestre desde o terceiro de 2008 a mostrar crescimento e isso deve formalmente sinalizar o fim da recessão no mercado global de celulares", afirmou o analista Neil Mawston, da Strategy Analytics.

Analistas, em média, esperam que o mercado de celular cresça 9,3 por cento em 2010, segundo uma pesquisa da Reuters.

A maior fabricante do setor no mundo, Nokia, previu no mês passado que os volumes de vendas do mercado vão subir cerca de 10 por cento em 2010.

"A demanda continuou a se recuperar no quarto trimestre, mas continua sendo um mercado extremamente duro com um fosso cada vez maior entre perdedores e ganhadores", disse Geoff Blaber, da CCS Insight.

Todos os maiores fabricantes do mundo divulgam dados do trimestre encerrado em dezembro em uma semana, começando com a Sony Ericsson em 22 de janeiro, com Apple dia 25 e Nokia e Motorola em 28 de janeiro.

A Motorola, que enfrentou problemas como a Sony Ericsson nos últimos anos, deve divulgar um lucro por ação crescendo de 0,01 no trimestre anterior para 0,07 dólar, maior nível desde que a empresa ganhou impulso com os modelos Razr.

Enquanto isso, analistas afirmaram que a Apple, a maior geradora de lucro da indústria, deve divulgar vendas prováveis de até 9 milhões de unidades do iPhone no trimestre de dezembro.