Google adia lançamento de celulares Android na China

terça-feira, 19 de janeiro de 2010 12:28 BRST
 

XANGAI (Reuters) - O Google adiou o lançamento na China de dois modelos de celulares que usam sua plataforma de software Android, no primeiro sinal de que os negócios da empresa no país estão começando a ser afetados pela disputa com o governo sobre invasão de computadores e censura.

Os fabricantes dos celulares, que seriam lançados na China na quarta-feira, são Motorola e Samsung Electronics, informou uma porta-voz do Google.

Uma fonte próxima da situação afirmou que o Google queria que os usuários tivessem uma "experiência positiva" com os produtos, mas sentiu que isso seria difícil considerando a publicidade que envolve a empresa na China no momento.

O Google afirmou na semana passada que a empresa e outras companhias foram alvos de ataques cibernéticos sofisticados na China, o que também ocorreu com dissidentes chineses, e ameaçou fechar suas operações no país.

O Android é um sistema operacional de código aberto voltado a dispositivos móveis. O sistema equipe o OPhone da China Mobile e Mini3 da Dell, que foram lançados na China no ano passado.

Analistas afirmam que sem a busca, o negócio mais importante do Google na China, a empresa sofreria para se manter firme no maior mercado mundial de Internet em número de usuários.

A disputa pode desencadear tensões entre a China e os Estados Unidos, já animadas sobre a valor do iuan, questões comerciais, vendas de armas norte-americanas a Taiwan e política combate às mudanças climáticas.