Google adia lançamento de celulares na China

terça-feira, 19 de janeiro de 2010 19:19 BRST
 

Por Melanie Lee e Chris Buckley

XANGAI/PEQUIM (Reuters) - O Google adiou o lançamento de dois celulares com seu sistema operacional Android na China, em um primeiro sinal de que seus negócios no país começaram a ser afetados pela disputa sobre ataques de hackers e censura.

Os fabricantes dos aparelhos que seriam lançados na China nesta quarta-feira são a Motorola e a Samsung Electronics, e a operadora com direito de venda dos celulares seria a China Unicom, segundo uma porta-voz do Google.

Uma fonte com conhecimento do caso afirmou que o Google queria que consumidores tivessem uma "experiência positiva" com os produtos, mas considerou que isso seria difícil considerando a imagem negativa da empresa na China no momento.

O Google anunciou na semana passada que, junto com diversas outras companhias, foi vítima de um sofisticado ataque de espionagem da China que também teve como alvo dissidentes políticos, e ameaçou tirar suas operações do país.

A empresa afirmou ainda que não aceita mais censurar sua página de buscas chinesa, Google.cn, e quer negociar com Pequim sobre a possibilidade de oferecer um site na China não-filtrado e legal.

O Android é um sistema operacional de código-fonte aberto para celulares, e já é usado pelo OPhone, da China Mobile, e o Mini 3, da Dell, lançados na China no fim do ano passado.