Baidu processa provedor de domínios após ataque de hackers

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010 16:07 BRST
 

XANGAI/NOVA YORK (Reuters) - O principal serviço online de buscas chinês, Baidu, abriu processo contra a Register.com, provedora de seu domínio de Internet nos Estados Unidos, depois que um ataque de hackers interrompeu seus serviços na semana passada.

Hackers que se definem como o Iranian Cyber Army tomaram por breve período o controle da homepage da Baidu, em 12 de janeiro, semanas depois de terem feito a mesma coisa com o popular site de microblogs Twitter.

No processo, aberto em um tribunal federal em Nova York, o Baidu solicita indenização sob a Lei Lanham de violação de marcas registradas, e por quebra de contrato e negligência. Partes da petição foram censuradas antes da distribuição à imprensa.

"A conta do Baidu foi vandalizada, de forma que o tráfego de Internet dirigido a ela por meio do nome de domínio 'baidu.com' fosse em lugar disso encaminhado a uma página que mostrava uma bandeira do Irã e uma Estrela de Davi quebrada", de acordo com a petição. "Além disso, o Baidu teve impedido o acesso à sua própria conta, o que impediu que redirecionasse o tráfego ao seu site."

Um representante da Register.com, em Nova York, não quis comentar de imediato sobre o processo.

O Baidu informou, em comunicado separado, que está buscando indenização junto à Register.com, depois que usuários de Internet de todo o mundo foram incapazes de obter acesso ao serviço de busca por pelo menos quatro horas.

"Como resultado de séria negligência da Register.com, a resolução do nome de domínio www.baidu.com foi alterada de forma ilegal e malévola", afirmou o Baidu em um comunicado enviado por e-mail à Reuters.

O Baidu sofreu sérios danos em sua reputação e negócios, entre os quais milhões de dólares em receitas perdidas e em custos imediatos de restauração do serviço, conforme a petição.

(Reportagem de Farah Master em Xangai e Grant McCool em Nova York)