February 2, 2010 / 4:04 PM / 7 years ago

CORREÇÃO-Google promove navegador Chrome na Europa

4 Min, DE LEITURA

(Corrige sétimo parágrafo para esclarecer que ação na UE contra a Microsoft não foi aberta pelo Google, que entrou na ação como terceiro interessado)

Por Georgina Prodhan e Leila Abboud

LONDRES/PARIS (Reuters) - O Google tomou a incomum decisão de utilizar publicidade na mídia convencional para promover o seu navegador Chrome na Europa, antes de uma mudança regulatória que tornará mais fácil para os consumidores trocar de navegador em suas máquinas.

Deixando de lado sua habitual dependência do marketing viral e comunicação pessoal, o Google está conduzindo uma campanha em mídia impressa e outdoors para o navegador Chrome, nas ruas e estações de metrô de Londres, Paris e Amsterdã.

A campanha surge no momento em que a União Europeia está se preparando para implementar medida que permitirá aos usuários selecionar ativamente o navegador que usarão para acesso à Internet, quando usarem seus computadores pela primeira vez.

Também é indicadora da crescente disposição do Google de recorrer à mídia tradicional --no caso a agência de publicidade Omnicom, que está administrando a campanha--, apesar da insatisfação de muitas empresas desse ramo com o que veem como lucro indevido do Google às custas delas.

O presidente-executivo do Google, Eric Schmidt, recentemente disse que a empresa deseja ajudar os grupos editoriais a sobreviver durante a transição para a mídia online.

"Dois anos atrás, tudo tinha de ser do jeito do Google. Você aceitava ou ficava de fora", disse Chris Hayward, diretor de operações britânicas da ZenithOptimedia, uma agência de compra de mídia. "Minha opinião pessoal é a de que eles estão se tornando muito mais sensíveis comercialmente, agora."

A medida foi proposta pela Microsoft como parte do acordo que encerrou uma ação antitruste da União Europeia, aberta a pedido da produtora de navegadores Opera, e a qual o Google integrou como terceiro interessado.

"Os consumidores acham que aquele 'e' que veem em seus computadores é sinônimo de Internet. Essa posição favorece muito a Microsoft e é difícil para o Google", disse o analista Ross Sandler, da RBC, em referência ao ícone do Microsoft Internet Explorer.

Ao promover o seu navegador Chrome, o Google tenta mudar as percepções dos consumidores e criar desafio real para o domínio da Microsoft sobre os computadores.

"Acreditamos que navegadores sejam realmente importantes, talvez a parte mais importante de um computador", disse um porta-voz do Google.

Sob a medida que entrará em vigor em meados de março, usuários europeus do Windows terão uma escolha explícita de 12 navegadores.

Alguns analistas, porém, se mostram céticos sobre a eficácia da medida sobre o comportamento do consumidor.

"No final do dia, não importa se o Chrome vir pré-instalado em um computador ou não", afirmou Laura Martin, analista que cobre o Google na Soleil Media Metrics. "Consumidores são volúveis e trocam e trocam de browser facilmente."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below