Sony tem primeiro lucro em 5 trimestres e melhora previsões

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 08:05 BRST
 

Por Kiyoshi Takenaka

TÓQUIO, 4 de fevereiro (Reuters) - Os resultados da Sony ofereceram nesta quinta-feira uma prova tangível de que a reestruturação da companhia está começando a gerar frutos uma vez que a empresa cortou pela metade sua previsão de prejuízo anual com uma retomada nos negócios com televisores planos e cortes de custo.

O primeiro lucro da Sony em cinco trimestres também foi impulsionado em grande parte pela divisão de seguros, cujos investimentos foram apoiados em uma recuperação no mercado acionário japonês.

A companhia cortou empregos e fechou fábricas depois da crise econômica global e tem trabalhado para apoiar sua divisão de televisores planos, que enfrenta ferrenha competição contra a sul-coreana Samsung Electronics e outros rivais.

A Sony, liderada pelo presidente-executivo Howard Stringer, teve um lucro operacional de 146,1 bilhões de ienes (1,61 bilhão de dólares) no trimestre de outubro a dezembro, contra prejuízo um ano antes de 17,96 bilhões de ienes. O lucro líquido cresceu oito vezes, para 79,2 bilhões de ienes, enquanto o faturamento avançou 3,9 por cento, para 2,24 trilhões de ienes.

A empresa informou que a forte demanda por eletrônicos no final do ano ajudou a reduzir a pressão sobre seus preços e impulsionou os resultados.

A Sony, que também vinha enfrentando dificuldades em competir com a Nintendo em videogames, lançou no ano passado uma versão mais barata do PlayStation 3 o que incentivou a demanda durante a temporada de compras de fim de ano.

Para o ano que se encerra em 31 de março, a Sony agora prevê um prejuízo operacional de 30 bilhões de ienes ante estimativa anterior de 60 bilhões de ienes. O novo cenário se compara a prejuízo de 227,78 bilhões de ienes no último ano fiscal e é melhor que a estimativa de analistas de prejuízo anual de 38,3 bilhões de ienes, segundo pesquisa da Reuters com 19 analistas.

 
<p>Mulher olha produtos da Sony Corp em loja de eletr&ocirc;nicos em T&oacute;quio no dia 4 de fevereiro. Resultados da Sony ofereceram nesta quinta-feira prova de que a reestrutura&ccedil;&atilde;o da companhia est&aacute; come&ccedil;ando a gerar frutos. REUTERS/Yuriko Nakao 04/02/2010</p>