Perspectiva de lucro da Electronic Arts desanima investidores

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010 12:28 BRST
 

Por Gabriel Madway

SAN FRANCISCO, 9 de fevereiro (Reuters) - A Electronic Arts alertou que o lucro do ano fiscal de 2011 ficará aquém das expectativas de Wall Street, uma vez que a empresa carece de novos jogos populares depois de uma sucessão de metas não atingidas e reestruturação.

As ações da desenvolvedora de games norte-americana caíram 8 por cento depois que sua previsão do quarto trimestre também ficou abaixo da expectativa de analistas na segunda-feira, um mês depois de atualizar a perspectiva para o ano atual de 2010. "Há quatro semanas, eu não entendo por que eles não deram um número que podiam atingir", disse o analista Michael Pachter da Wedbush Morgan.

A EA prevê lucro entre 0,02 e 0,06 dólar por ação para o trimestre de março, em receita de 800 milhões a 850 milhões de dólares. Analistas previam um lucro de 0,13 dólar por ação e receita de 850 milhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A empresa culpou o guidance menor em seu catálogo de títulos, o mercado europeu e o impacto em diversos câmbios de moedas.

O ano de 2009 foi difícil para a EA, cortando empregos e encolhendo seu portfólio em meio a uma queda nas vendas da indústria de videogame e transição contínua para jogos casuais e digitais. Ela irá lançar 36 títulos no próximo ano fiscal, menos que os 54 no atual ano.

No trimestre de março a empresa lançará, entre outros, "Mass Effect 2," "Army of Two" e "Dante's Inferno".

No terceiro trimestre fiscal findo em dezembro a empresa teve um prejuízo líquido de 82 milhões de dólares, ou 0,25 centavos por ação, contra uma perda de 641 milhões de dólares de perdas um ano antes.

A receita caiu 25 por cento, para 1,2 bilhão de dólares.

A indústria de videogame nos Estados Unidos --o maior mercado-- caiu 8 por cento em 2009, para 19,7 bilhões de dólares, e as vendas de software de games caíram 11 por cento. O desaquecimento econômico impactou principalmente os jogadores casuais, com a categoria musical particularmente mais afetada. (Reportage de Gabriel Madway)

REUTERS RB VS