Indústria de GPS busca novo rumo com mapa grátis em celulares

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010 18:02 BRST
 

Por Tarmo Virki e Harro ten Wolde

BARCELONA/AMSTERDÃ (Reuters) - A indústria de serviços de navegação perdeu seu rumo agora que Google e Nokia estão oferecendo mapas em seus smartphones gratuitamente, e o tema foi bastante discutido no evento do setor de dispositivos móveis, Mobile World Congress, em Barcelona esta semana.

A Nokia, maior fabricante de celulares do mundo, seguiu o exemplo do Google e, no mês passado, lançou um serviço gratuito de mapas para cerca de 20 milhões de aparelhos, afetando diretamente o setor de navegação no mundo todo.

Analistas afirmam que a medida já mostra efeitos claros.

"(Serviços) de navegação em celulares eram uma indústria. Agora são um aplicativo, um aplicativo gratuito", disse Tim Shepherd, da consultoria Canalys.

A Nokia afirmou na segunda-feira que 3 milhões de consumidores já haviam baixado o pacote de navegação gratuito.

Ao mesmo tempo, a estratégia da Nokia e do Google de oferecer serviços de navegação gratuitamente pode criar novas oportunidades para outras empresas do setor.

"Nós temos um plano B, mas não posso das mais detalhes por enquanto. Faremos anúncios mais tarde no ano", disse Gerhard Mayr, vice-presidente do setor global de telefonia da Navigon, terceira maior vendedora de aparelhos de navegação da Europa depois da TomTom e da Garmin.

"Vemos agora um apetite maior por nossas soluções", disse Mayr. "Estamos negociando com diversas partes."   Continuação...

 
<p>Seguindo o exemplo do Google, a Nokia tamb&eacute;m lan&ccedil;ou um servi&ccedil;o gratuito de mapas para seus celulares. 13/10/2009 LEHTIKUVA/Kimmo Mantyla</p>