Para fabricantes, Android tem vantagens e desvantagens

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010 17:16 BRST
 

Por Georgina Prodhan

BARCELONA (Reuters) - A indústria de telefonia móvel surgiu das sombras da Apple e de seu popularíssimo iPhone este ano, mas a plataforma de software livre do Google que ajudou isso a acontecer apresenta vantagens e desvantagens.

Enquanto o Mobile World Congress girou em torno de imitações do iPhone nos últimos dois anos, este ano a novidade mais comentada do evento do setor móvel em Barcelona foi o Android.

O sistema operacional para celulares do Google já ajudou a recuperar as perspectivas da Motorola, que surpreendeu com um novo aparelho de sucesso, Droid, no trimestre passado. O Android também foi a plataforma escolhida por outra fabricante de celular em dificuldades, a Sony Ericsson.

Mas isso também baixou as barreiras para outros que quiserem entrar neste competitivo mercado, fortalecendo as ambições de fabricantes de PC, incluindo Hewlett-Packard e Acer, que ensaia sua entrada no setor móvel.

Mais de uma dúzia de aparelhos com o Android foram anunciados nesta semana por diversas fabricantes, incluindo dois modelos da taiwanesa HTC, que também é parceira da Microsoft --pouco mais de um ano após o lançamento do sistema operacional.

O Android está rapidamente ganhando espaço no mercado dominado pelo Sybian, da Nokia, e a versão móvel do Windows, da Microsfot, chegando aos 5 por cento de participação.

"Ele é ao mesmo tempo uma oportunidade e uma ameaça", disse o chefe do setor móvel da fabricante de chips Broadcom, Scott Bibaud, à Reuters.

Para ele, o Android ajudou a reduzir a fragmentação nos sistemas operacionais móveis --"acho que a palavra livre tem alguma coisa a ver com isso"-- mas também eliminou uma das principais formas de diferenciação entre as fabricantes de celular.   Continuação...