Serra lança portal que informa valores de salários no país

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 19:11 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governador José Serra (PSDB) lançou nesta quarta-feira um portal, batizado de Salariômetro, que informa a remuneração média das categorias de profissões no momento da admissão.

O trabalhador ou o empregador podem pesquisar no sistema online (www.salariometro.sp.gov.br) os valores de salários médios das ocupações, que servem de parâmetro para contratações com carteira assinada.

"A economia tem informação sobre tudo em matéria de preços, mas não tinha sobre o principal, que são os salários. Esse Salariômetro é informação sobre quanto ganha em média cada categoria, cada profissão", disse Serra a jornalistas no anúncio do portal.

Para o governador, provável candidato à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o site serve como orientação a trabalhadores, sindicatos e empresas, principalmente as pequenas e médias que não têm recursos para fazer uma pesquisa sobre o mercado de trabalho.

O instrumento, desenvolvido em conjunto com a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), da USP, utiliza dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), e da Rais (Relação Anual de Informações Sociais), ambos produzidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Questionado se o portal tem possibilidade de alavancar empregos, o secretário de Emprego e Relações de Trabalho, Guilherme Afif Domingos, disse que a elevação de postos de trabalho é consequência apenas do investimento.

"O que eleva o nível de emprego é investimento público ou privado. O que estamos fazendo é fluindo as informações para que haja velocidade na correção de distorções".

O site calcula as remunerações médias das ocupações nos 26 Estados, além do Distrito Federal. Em São Paulo, as informações podem ser detalhadas para os 645 municípios.

O governo paulista oferece ainda o site Emprega São Paulo, onde os trabalhadores em busca de emprego podem pesquisar as vagas oferecidas pelas empresas. Segundo o governador, o sistema já gerou 170 mil empregos notificados.

(Reportagem de Carmen Munari)