Palm corta projeção para receita e ações despencam

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 19:22 BRT
 

Por Sinead Carew

NOVA YORK (Reuters) - A Palm cortou suas metas de receita devido à fraca demando por seus smartphones, reacendendo dúvidas sobre sua capacidade para concorrer com grandes rivais como Apple e levando suas ações a despencarem 19,3 por cento nesta quinta-feira.

O alerta vem apenas algumas semanas depois de a operadora Verizon Wireless começar as vendas dos aparelhos Pre e Pixi, o que sugere que ter a maior operadora de telefonia móvel dos Estados Unidos como parceira não ajudou a Palm tanto quanto o esperado.

Para analistas, a notícia significa que a Palm, que conta com muitos ex-executivos da Apple, tem menos chances de encontrar um comprador agora. A empresa é frequentemente alvo de rumores sobre uma possível aquisição por marcas como Nokia, Dell, Microsoft e Research in Motion (RIM).

O analista Maynard Um, do UBS, disse que as projeções da Palm são piores que suas previsões mais pessimistas.

"Com o mercado norte-americano como sua melhor chance de crescimento, estamos preocupados com a futura oportunidade de crescimento da Palm", afirmou o analista, que também citou temores de que a Palm comece a oferecer descontos significativos para impulsionar as vendas.

A Palm prevê uma receita de entre 300 milhões e 320 milhões de dólares, incluindo receita deferida, para seu terceiro trimestre fiscal, que termina este mês. O valor é bem menor que a estimativa média de analistas de 424,7 milhões de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.