Novo chip da Freescale promete reduzir preços de e-readers

segunda-feira, 1 de março de 2010 15:19 BRT
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Freescale Semiconductor diz que seu mais recente chip ajudará a reduzir os preços da próxima geração de leitores eletrônicos, o que, segundo os analistas, é crucial para que os aparelhos conquistem aceitação em massa.

O chip de próxima geração da Freescale combina duas peças importantes em um único componente de hardware --um processador para aplicativos e um controlador de tela-- o que a empresa afirma que permitirá reduzir em 30 dólares o preço de varejo do produto.

"O custo é de fato o principal propulsor no crescimento do mercado", disse Glen Burchers, diretor mundial de marketing ao consumidor da Freescale. Ele disse que o chip também permitirá desempenho mais rápido e respostas mais diretas.

A Freescale, uma empresa de capital fechado cujos chips já são usados no Kindle, da Amazon, e no Reader, da Sony, diz controlar 90 por cento do mercado de processadores para leitores eletrônicos.

O mundo da tecnologia viu o surgimento de diversos novos concorrentes no mercado de leitores eletrônicos, o que representa nova competição para a líder Amazon. Há projeções de forte crescimento para o setor. O grupo de pesquisa DisplaySearch antecipa, por exemplo, que o mercado mundial de leitores eletrônico vai mais que triplique em 2010, atingindo as 14 milhões de unidades.

Analistas dizem que o mercado continua limitado pelos preços elevados. O preço mais baixo do Amazon Kindle é de 260 dólares, enquanto o novo Samsung E10 custa 700 dólares. A Freescale afirma que o mercado se abrirá mais quando os preços caírem abaixo dos 200 dólares.

E há quem acredite que o mercado de leitores eletrônicos já esteja em risco diante da onda iminente de computadores tablet com telas sensíveis a toques.

Mas Burchers diz que a faixa etária preferencial dos leitores eletrônicos, consumidores de mais de 40 anos para os quais a leitura é o principal lazer, garante que sempre haverá mercado para aparelhos especializados.

Ele disse que o novo chip da Freescale vai equipar leitores eletrônicos que chegarão às lojas antes do final do ano.