Microsoft prevê crescimento modesto em custos operacionais

terça-feira, 2 de março de 2010 17:48 BRT
 

SEATTLE (Reuters) - A Microsoft prevê um pequeno aumento nas suas despesas operacionais para o próximo ano fiscal, enquanto tenta manter seus custos baixos na expectativa de uma recuperação dos gastos corporativos com tecnologia, um mercado-chave para a maior fabricante de softwares do mundo.

A empresa cortou mais de 3 bilhões de dólares de seu orçamento original do último ano fiscal, tendo feito mais de 5 mil demissões durante a recessão econômica, e afirmou nesta terça-feira que ainda está focada em gerar economia.

Agora, a meta da Microsoft para os custos operacionais do exercício social de 2011, com início em julho, é de entre 27 bilhões e 27,5 bilhões de dólares, disse seu vice-presidente financeiro, Peter Klein, durante uma conferência de investidores do Morgan Stanley.

Isso sinaliza que a empresa espera um crescimento de entre 2,5 e 4,4 por cento nos custos em relação à previsão para este ano fiscal, de entre 26,2 e 26,5 bilhões de dólares, abaixo dos 28 bilhões ou mais esperados por analistas do Morgan Stanley.

Klein não citou previsões para o lucro ou receita da Microsoft, que não divulga projeções para nenhum dos dois dados desde 2008 devido à incerteza da economia.

(Reportagem de Bill Rigby)