Olympus quer 20% do mercado de câmeras digitais avançadas

quinta-feira, 4 de março de 2010 19:19 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O presidente-executivo da japonesa Olympus afirmou que a meta da empresa é conquistar, em três anos, uma participação de 20 por cento no mercado de câmeras digitais avançadas, ante atual fatia de 5 por cento.

A meta da fabricante de câmeras e endoscópios para seus equipamentos médicos é alcançar, em cinco anos, vendas anuais de 500 bilhões a 600 bilhões de ienes (de 5,7 bilhões a 6,8 bilhões de dólares), disse Tsuyoshi Kikukawa à Reuters.

Isso representa um crescimento significativo dos 345 bilhões de ienes registrados no atual exercício fiscal, que termina em 31 de março.

A Olympus --quarta maior do mundo em câmeras avançadas atrás de Canon, Nikon e Sony, é a maior fabricante global de endoscópios, equipamentos usados para examinar órgãos internos, com uma participação de mercado de 70 por cento. Concorrentes de porte menor incluem Hoya e Fujifilm Holdings.

No ano passado, a Olympus lançou uma linha de câmeras digitais baseada no sistema Micro Four Thirds, que ajuda a fazer câmeras avançadas com lentes menores que podem ser trocadas, em busca de um público que resistiu em abrir mão de suas câmeras digitais compactas por modelos maiores e mais pesados.

Câmeras digitais reflex, com lentes que podem ser trocadas, são o segmento mais lucrativo e que mais cresce na indústria global de câmeras digitais. O segmento é dominado pelas marcas Canon e Nikon.

(Reportagem de Kiyoshi Takenaka)