EUA buscam usar softwares para avançar a liberdade em 3 países

segunda-feira, 8 de março de 2010 18:22 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Autoridades norte-americanas afirmaram que permitirão que empresas de tecnologia dos Estados Unidos exportem softwares de mensagens instantâneas e mídias sociais para Irã, Sudão e Cuba, na esperança de ajudar seus cidadãos a se comunicarem com o resto do mundo.

A decisão do Departamento do Tesouro dos EUA segue pedido do Departamento de Estado para haver exceções às atuais sanções sobre os três países para que empresas como Google e Microsoft possam exportar software de mercado de massa gratuito.

"As medidas de hoje ajudarão cidadãos iranianos, sudaneses e cubanos a exercer seus direitos mais básicos", disse o vice-secretário do Tesouro, Neil Wolin, em comunicado.

A exceção irá permitir o download de programas de navegação, blog, e-mail, mensagens instantâneas e chat, além de redes sociais e compartilhamento de fotos e vídeos, segundo o Tesouro dos EUA.

(Reportagem de John Poirier)