Sony vai lançar TVs 3D em junho, e encara a Samsung

terça-feira, 9 de março de 2010 10:11 BRT
 

Por Kiyoshi Takenaka

TÓQUIO (Reuters) - A Sony vai lançar televisores 3D em junho, ingressando em um mercado cada vez mais lotado que aposta que os revolucionários aparelhos se tornarão o novo produto quente do setor de eletrônica.

A fabricante dos televisores de tela plana Bravia espera que os modelos 3D respondam por 10 por cento dos mais de 25 milhões televisores LCD que planeja vender em seu próximo ano fiscal.

Howard Stringer, presidente-executivo da Sony, tem fortes esperanças de que a transição rumo ao 3D estimule muitas das operações de negócios da companhia, que variam de televisores, câmeras digitais e aparelhos de DVD Blu-ray a videogames.

"A Sony é uma concorrente formidável para a Samsung porque está liderando o setor de videogames. E serão provavelmente os usuários ardorosos de videogames que adotarão primeiro os televisores 3D," disse Alex Oh, analista da Hanwha Securities, de Seul.

"Nesse sentido, a Sony, que está planejando se tornar uma companhia de entretenimento abrangente, tirará vantagem de suas operações de videogames, conteúdo e filmes, se comparada à Samsung e LG, que continuam concentradas em hardware," disse.

Em desvantagem diante da líder setorial Samsung Electronics, a Sony disputa com a LG Electronics a posição de segunda maior fabricante mundial de TVs de tela plana. A fabricante do console PlayStation 3 planeja lançar um software de videogame em 3D por volta de junho, em tempo para o lançamento dos novos televisores.

No mês passado, a Samsung colocou televisores 3D à venda na Coreia do Sul, e anunciou o lançamento mundial desses produtos para este mês, com o objetivo de vender pelo menos dois milhões de aparelhos 3D este ano.

A Panasonic, quarta maior companhia do setor, planeja lançar TVs 3D nos Estados Unidos na quarta-feira, e diz que vai cooperar com a Best Buy, a maior cadeia norte-americana de varejo de eletrônicos, para promover os novos produtos.

Muitos dos fabricantes de televisores esperam que a nova tecnologia seja um estímulo tão grande para o setor quanto a transição dos televisores preto e branco para os coloridos foi.