Plano de banda larga dos EUA inclui leilão de frequências

segunda-feira, 15 de março de 2010 18:03 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos divulgou nesta segunda-feira uma lista de metas para modernizar o acesso da população norte-americana à Internet de alta velocidade que inclui planos para liberar mais frequências para serviços móveis.

O objetivo do plano é ter 100 milhões de lares com acesso a uma conexão de 100 megabits por segundo (Mbps) até 2020, ante a atual velocidade média de 4 Mpbs.

No relatório com o título "Conectando a América: O Plano Nacional de Banda Larga", a agência reguladora afirmou que busca expandir sua autoridade para organizar leilões de incentivo às detentoras de concessões de uso de frequências a abrirem mão de parte delas para o uso de operadoras de serviços móveis.

A comissão disse ainda que estuda a possibilidade de forçar empresas que não quiserem abrir mão de suas frequências voluntariamente.

O plano de banda larga norte-americano conta com mais de 350 páginas e foi lançado poucos dias antes da reunião da comissão desta quinta-feira, em que cinco comissários devem votar na emissão de um resumo do plano.

O Congresso norte-americano, que pediu recomendações à agência sobre a situação da banda larga nos EUA, receberá o plano formalmente na terça-feira, segundo a comissão.

(Reportagem de John Poirier)