Senado dos EUA discute projeto de lei de segurança na rede

quarta-feira, 17 de março de 2010 16:22 BRT
 

Por Diane Bartz

WASHINGTON (Reuters) - Uma nova versão de um projeto de lei sobre segurança na rede, apresentado no Senado norte-americano na terça-feira, pode eliminar parte da oposição da indústria de tecnologia à medida.

Pelo projeto, seria nomeado pelo Senado um assessor de segurança nacional para o presidente para lidar com "questões de segurança na rede", seja em áreas civis como de defesa, segundo um resumo do projeto.

Segurança de rede é um tema que trata de praticamente todo aspecto da vida nos Estados Unidos, desde espionagem militar e possíveis esquemas de sabotagem da infraestrutura de rede dos EUA a roubos de banco pela Internet e perda de propriedade intelectual.

A nova versão do projeto dos senadores John Rockefeller e Olympia Snowe reflete consultas com grupos da indústria de tecnologia e algumas mudanças para diminuir a oposição destes ao projeto, disse o especialista do centro de estudos Center for Strategic and International Studies no setor, James Lewis.

O projeto, que já passou por muitas versões, sofre resistência de muitos por permitir, entre outras coisas, que o presidente desconecte a Internet no país por razões de segurança nacional. O projeto também exige certificações para profissionais da área.

Uma das principais mudanças do novo projeto é que o presidente não terá mais a autoridade para desconectar o país unilateralmente, mas deverá discutir planos com a indústria no caso de uma emergência.