Rússia aprova fusão Oracle-Sun, mas com ressalvas

sexta-feira, 19 de março de 2010 16:31 BRT
 

MOSCOU (Reuters) - A agência reguladora antitruste da Rússia, FAS, aprovou nesta sexta-feira a compra da Sun Microsystems pela Oracle por 7 bilhões de dólares sob a condição de que a Oracle continue desenvolvendo a base de dados MySQL, da Sun.

O FAS afirmou que teria causa para ir á justiça e pedir por uma invalidação do acordo, já aprovado incondicionalmente pela União Europeia, caso a Oracle não cumpra com suas exigências.

"O FAS analisou o pedido e ... decidiu aprová-lo", afirmou a agência em comunicado, acrescentando que a aprovação seria válida apenas se a Oracle cumprir suas exigências em relação ao MySQL.

A agência afirmou que a Oracle deve continuar criando novas versões da base de dados dentro das especificações da licença normalmente acessível e que não deve forçar clientes a contratar seus serviços caso queiram uma licença comercial para o uso do MySQL.

O FAS acrescentou que a condição vale por apenas quatro anos após a conclusão formal do acordo.

Em janeiro, a Oracle conseguiu a aprovação da União Europeia para a aquisição, após prometer que manterá o mercado aberto para que outros produzam software de armazenamento para o MySQL e que aumentará investimentos no setor.

A empresa também prometeu criar um conselho separado para consumidores usuários da base de dados do MySQL. Essas concessões deixaram a reguladora europeia satisfeita de que o negócio não afetará o mercado.

Mas o criador do MySQL, Michael Widenius, que é contra o plano de fusão, disse que a decisão executiva da União Europeia foi errada e divulgou sua oposição na Rússia e na China.

(Reportagem de Maria Kiselyova e Tarmo Virki)