Toshiba busca aliança em usinas nucleares com empresa de Gates

terça-feira, 23 de março de 2010 09:28 BRT
 

Por Nobuhiro Kubo e Kiyoshi Takenaka

TÓQUIO, 23 de março (Reuters) - A Toshiba está negociando com o presidente do conselho da Microsoft, Bill Gates, o desenvolvimento conjunto de reatores nucleares avançados, afirmou a fabricante japonesa de eletrônicos.

A Toshiba, terceira maior fabricante mundial de chips, atrás da Intel e Samsung Electronics, disse ainda que reiniciará os planos para construir uma fábrica para produção de chips de memória flash NAND, para atender à recuperação nas vendas.

Esses desenvolvimentos nos dois pilares da empresa --operações nucleares e processadores-- acontecem em um momento no qual os fabricantes de eletrônicos tentam deixar a recessão global para trás e procuram por crescimento renovado, especialmente em mercados emergentes.

A Toshiba, que possui empresa nuclear norte-americana Westinghouse, afirmou que está mantendo discussões preliminares com a TerraPower, empresa apoiada por Gates, para desenvolver os chamados reatores nucleares de onda (TWRs), que são projetados para usar urânio empobrecido como combustível e prometem funcionamento ininterrupto por cem anos sem reabastecimento.

Reatores pequenos como os TWR podem ser uma boa opção para mercados emergentes, afirmou o analista Takeo Miyamoto, da Deutsche Securities.

"Se você colocar um reator comum como o que é usado no Japão em algum país emergente, as vezes isso pode criar excesso de capacidade e além de ser difícil religar o reator quando a unidade é desligada para manutenção", afirmou Miyamoto.

O Nikkei publicou que Gates pode investir várias centenas de bilhões de ienes (vários bilhões de dólares) de seu próprio dinheiro no projeto, com a comercialização levando provavelmente mais de 10 anos.

Um dos entraves para a comercialização dos TWRs é o desenvolvimento de materiais capazes de lidar com reações nucleares por períodos tão longos de tempo, afirma o jornal.